segunda-feira, 17 de agosto de 2015



Sou martir das minhas proprias escolhas...
Presa a uma realidade um tanto quanto ridicula, mais é a minha realidade.
Criar outra vida, reinventar o que foi perdido...
Fazer as pazes com o passado
Viver o agora. Sem especulaçoes futuras.
As vezes com medo.
As vezes com dor.
Sozinha
Eu aqui, só posso te agradecer...


Nenhum comentário: